comida

leve na comida e na vida.

há quase 2 anos eu comecei a correr. não estava muito satisfeita com o que eu via no espelho e fui literalmente correr atrás do prejuízo. alguns quilômetros depois e 5 quilos a menos, comecei a cozinhar em casa. e isso me mudou por completo.

não porque eu virei uma aficcionada por malhação e alimentação fit (não mesmo), mas porque eu passei a querer comer bem. e por bem entenda: com ingredientes e alimentos os mais naturais possíveis (mesmo que não fosse salada ou coisa do tipo). assim, eu e meu namorido começamos a fazer nossos próprios molhos, biscoitos, sorvetes, cervejas e por aí vai.

comecei a ler rótulos de ingredientes de produtos industrializados e fugir de tudo que eu mesma podia preparar. porque quando eu cozinho, sei exatamente o que vai ali. sei que são bons ingredientes e não compostos alimentares (ácidos, estabilizantes e corantes artificiais não são comida, né?). passei a consumir menos açúcar, menos sal e mais temperos. e isso tem ajudado a descobrir outros sabores quando experimento pratos novos.

percebi que alguns amigos gostam de gastar dinheiro em baladas. outros em bares. um grupo menor gosta de gastar em roupas. nós dois gostamos de gastar em mercados, supermercados e feiras de rua. comprando ingredientes diferentes, frescos e saborosos para cozinhar em casa. nenhum dos gostos (meus ou dos meus amigos) é melhor ou pior que o outro. eles são apenas diferentes. e tudo bem ser assim.

alguns canais dos youtube foram determinantes para mudar esse pensamento e me impulsionar a por a mão na massa efetivamente. entre eles, os meus preferidos são: nutricionário, do campo à mesa (que está no limite tênue entre ser interessante e ser chato) e farm to table (baby mama e family). outro link bacana para quem está querendo cozinhar coisas gostosas, é a categoria de comida do a beautiful mess (blog do coração! <3 ).

alguns dos meus vídeos preferidos desses canais:

nutricionário.

do campo à mesa.

farm to table baby mama e farm to table family.

outro que me ajudou muito a querer cozinhar e comer melhor foi o jamie oliver. além de ser um ótimo cozinheiro, ele acabou se tornando um ativista da comida de verdade.

duas coisas muito simples que a gente incorporou na vida cotidiana com maior facilidade (porque são receitas incrivelmente fáceis) foram a batata rústica de forno (que fica crocante como se fosse frita, mas é assada) e o smoothie de morango, banana, suco de manga e gelo. que, diga-se de passagem, é perfeito para os dias quentes nos finais de semana.

smoothie

além de eu achar que hoje eu como melhor, levar a vida leve, sem chatice, é muito mais legal, né?

tag_comida

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s